Lewandowski sugere autorização judicial para obtenção de dados complementares da UIF

Ricardo Lewandowski reabriu a discussão sobre o compartilhamento de dados da UIF e da Receita sugerindo a necessidade de decisão judicial para autorizar a obtenção de informações “complementares” por parte do Ministério Público.

Ele citou a decisão de Gilmar Mendes que, em setembro, paralisou a investigação sobre Flávio Bolsonaro — o ministro registrou que o MP do Rio pediu ao Coaf dados adicionais sobre o senador.

“O grande problema reside exatamente na requisição de dados ou informações complementares por parte dos órgãos de persecução penal. O controle judicial se figura necessário quando o MP ou a Polícia querem aprofundar aqueles dados obtidos inicialmente”, afirmou o ministro.

A insurreição contra a tentativa no STF de parar a Lava Jato. Mais aqui

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.